Ir para o conteúdo

RQI - Resuscitation Quality Improvement Program

Um método inovador para treinamento em ressuscitação

Os desafios mais comuns no treinamento de ressuscitação (RCP)

Qualidade
Muitos profissionais de saúde não realizam RCP como parte regular de sua prática clínica e alguns raramente realizam RCP fora de um curso de treinamento anual ou bianual (1). A pesquisa mostra que as habilidades de compressão e ventilação da RCP se deterioram devido à falta de uso, assim como a qualidade geral da RCP. Isso pode acontecer em menos de 3 meses após o treinamento (2).

Conformidade
Como as instituições de saúde podem garantir uma RCP de qualidade e demonstrar aderência aos protocolos? Atualmente, profissionais de saúde ocupados passam inúmeras horas coletando, confirmando e documentando a participação necessária para relatórios externos e internos.

Custo
O treinamento tradicional em RCP não apenas tem um custo direto, em termos de funcionários que participam de treinamentos fora do ambiente hospitalar e honorários para instrutores, mas também há custos indiretos que podem resultar em redução do atendimento ao paciente .

O programa RQI foi desenvolvido para enfrentar os desafios

Treinamento em baixas doses e alta frequência - para permitir a manutenção da competência.

 

Estação RQI com visualização de feedback do aluno

Treinamentos de baixas e altas frequências.

O RQI permite que os profissionais de saúde treinem em intervalos curtos e frequentes - conhecido como treinamento em doses de baixas e altas frequências. As estações de habilidades são implantadas dentro da instituição em locais convenientes, por exemplo, perto de estações de trabalho. As estações são usadas para avaliações trimestrais de habilidades que podem ser concluídas em média 10 minutos, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Os treinadores recebem feedback verbal e visual em tempo real ao realizar compressões e ventilações, medindo a qualidade da RCP fornecida e designando uma pontuação.

Um estudo em pediatria mostrou que sessões curtas de treinamento freqüentes, conhecidas como baixa dose e alta frequência, mais do que duplicaram a retenção de habilidades de RCP de alta qualidade. (3)

Laerdal Analytics - para apoiar a conformidade e a melhoria da qualidade

O RQI vem com poderosas ferramentas de gerenciamento de dados, como gerenciamento de aprendizado dedicado e ferramentas analíticas. Além de feedback de desempenho em tempo real para o aluno, isso fornece uma análise visual da organização. dados de desempenho departamentais e individuais que podem ser rastreados ao longo do tempo. Esses relatórios também identificarão metas para medidas de melhoria da qualidade, que são altamente valiosas em termos de auditoria e relatórios gerenciais.

Resultados detalhados de habilidades individuais e visão geral organizacional

In-Situ Training

Treinamento no local - para reduzir custos e aumentar o tempo de atendimento ao paciente.

 

O treinamento é auto-direcionado para o aluno. Isso mantém os profissionais de saúde em seu local de trabalho e permite que o treinamento ocorra onde for mais conveniente e adequado de acordo com a sua programação. Dados de programas de RQI já implementados mostram que o treinamento agora ocorre 24 horas por dia, 7 dias por semana, com picos de treinamento em torno das mudanças de turno.

Com q prática do  RQI, é liberadp tempo e dinheiro para instrutores e professores, permitindo que eles concentrem recursos no treinamento da equipe e nas áreas de risco, em vez de nas habilidades básicas.

Imagine se você tivesse 1000 funcionários treinados por ano, durante três horas e meia cada, em suporte básico de vida. Ao implementar o programa RQI, você pode reduzir o treinamento em pelo menos uma hora por pessoa, no mínimo. Isso é uma redução de mil horas - por ano.

Mil horas a mais para atendimento exclusivo ao paciente.

"Quando iniciamos o programa, ele era orientado por dados que mostravam que apenas 25% de nossa equipe era capaz de realizar compressão e ventilação torácica na taxa necessária. Isso nos custava mais de US $ 500 mil por ano e o rastreamento da conformidade era complicado. Agora, temos mais de 90% da equipe que excede o padrão e sabemos que 100% da nossa equipe concluiu o treinamento".

Matt Johnson
Diretor de Educação
Cabrini Health, Austrália

1. Paramedic exposure to out-of-hospital cardiac arrest is rare and declining in Victoria Australia. Dyson et al. 2015. Resuscitation 89, 93-98.

2. Part 16: Education, Implementation, and Teams 2010 American Heart Association Guidelines for Cardiopulmonary Resuscitation and Emergency Cardiovascular Care. Bhanji et al. Circulation. 2010;122(suppl 3):S920-S933

3. Low-Dose, High-Frequency CPR Training Improves Skill Retention of In-Hospital Pediatric Providers. Sutton et al. Pediatrics. 2011;128:e145-e151

You must be logged in to submit this form. If you are logged in and still cannot post, make sure "Do not track" in your browser settings is disabled.